BEĨ Editora

Bem Vindo(a)!

Blog

Lançamento – Um capitalismo para o povo, livro do renomado economista Luigi Zingales, da Universidade de Chicago

01/06/2015

 

INSCREVA-SE AQUI
Evento em São Paulo | INSPER
Evento no Rio de Janeiro | PUC

COMPRE O LIVRO AQUI 

Obra inédita no Brasil analisa a natureza empreendedora do capitalismo americano, alerta para os problemas sistêmicos de seu modelo financeiro e discute estratégias para retomada do ciclo de prosperidade, numa reflexão aplicável a outros países. No lançamento do livro no Rio e em São Paulo,  o autor debate suas ideias com grupo de economistas brasileiros — Pedro Malan, Gustavo Franco, André Lara Resende, Zeina Latif e Claudio Haddad. 
capa_capitalismo_zingales_3d

Junho de 2015 – A BEĨ Editora lança no Brasil Um capitalismo para o povo – Reencontrando a chave da prosperidade americana, obra mais recente do economista italiano radicado nos Estados Unidos Luigi Zingales. Por ocasião da publicação, o autor virá a São Paulo (15/6) e ao Rio de Janeiro (16/6) para uma série de debates organizado pela BEĨ, em parceria com o Insper e a PUC-RJ.

Um capitalismo para o povo oferece análise aprofundada, contundente e bem escrita do panorama econômico recente dos Estados Unidos, à luz das mudanças estruturais que culminaram na maior crise econômica do século. Zingales argumenta que os pilares do capitalismo americano  têm sido erodidos pelos jogos de interesses que alimentam estratégias de lobby de poderosas corporações. Esse cenário, segundo o autor, sufoca a competitividade, a meritocracia e a mobilidade socioeconômica, elementos definidores do espírito empreendedor e libertário da economia americana. Para ele, existe hoje uma grave crise de confiança no sistema financeiro e a população se sente traída pela elite econômica.

“Os americanos estão furiosos. Ele têm raiva do ineficiente establishment político, que culpou os banqueiros, mas merecia no mínimo uma parcela igual da culpa por ter falhado em contê-los. Raiva de um sistema econômico que torna os ricos mais ricos e deixa os pobres para trás. Raiva porque o ideal de ‘um governo do povo, pelo povo, para o povo’ corre o risco de sumir”, escreve o autor, que é professor de empreendedorismo e finanças da escola de negócios da Universidade de Chicago.

Na sua visão, a economia americana precisa urgentemente recuperar os elementos que a tornaram excepcional no passado, resgatando  um capitalismo  em sintonia com as necessidades da população. “O objetivo deste livro não é simplesmente conscientizar o público para o câncer do capitalismo de compadrio [empresas e Estado] nos Estados Unidos, mas definir os contornos de uma pauta para combater o mal antes da metástase. Uma pauta que, mantendo-se fiel ao espírito capitalista americano, incorpora também o melhor de sua tradição populista”, define o autor, que já no prefácio trata de elucidar o populismo a que se refere. “Se em muitos outros países populismo significa demagogia e ditadores autocráticos, os Estados Unidos têm uma tradição populista positiva de proteção aos mais fracos. Essa veia populista contribuiu muito para tornar o capitalismo americano superior a todas as demais formas de capitalismo – e pode continuar a fazê-lo.”

A edição brasileira traz ainda um prefácio assinado por Claudio Haddad, diretor presidente do Insper e doutor em economia também pela Universidade de Chicago.

Do prefácio de Claudio Haddad:

A mensagem principal do livro, tornar o regime capitalista pró-mercado em vez de pró-empresários, incentivando ao máximo a concorrência e o livre acesso, merece ser também discutida com urgência no contexto brasileiro. O livro de Luigi Zingales é extremamente bem-vindo como contribuição relevante ao debate de como aumentar a produtividade e a eficiência da economia brasileira, rompendo o ciclo de baixo crescimento que a vem caracterizando nestas últimas três décadas.”

Sobre Luigi Zingales

Formado em economia pela Università Bocconi, na Itália, Luigi Zingales é doutor pela Massachusetts Institute of Technology (MIT) e professor da escola de negócios da Universidade de Chicago (Chicago Booth), onde desenvolve estudos sobre governança corporativa, desenvolvimento financeiro, política econômica e análise sobre os impactos culturais e sociais de fenômenos financeiros globais. É um dos autores do Índice de Confiança Financeira (Financial Trust Index), criado para monitorar os níveis de confiança da população americana no sistema financeiro. Além da posição na Universidade de Chicago,  é diretor da Associação Americana de Finanças, membro do Conselho Nacional de Pesquisa Econômica dos Estados Unidos e editorialista da revista de economia italiana Il Sole 24 Ore. É também coautor de Saving Capitalism from Capitalists, em parceria com Raghuram G. Rajan.

AGENDA – Debates com Luigi Zingales

15 de junho – São Paulo

Local: Insper  | Endereço:  Rua Quatá, 300 – Vila Olímpia, São Paulo – SP, 04546-042

Horário: 8h30 – 12h

Entrada livre

Confirme sua presença: INSPER

Participantes: André Lara Resende (economista) e Fernando Schüler (cientista social).

Mediação: Claudio Haddad (presidente do Conselho Deliberativo do Insper)

16 de junho – Rio de Janeiro

Local: PUC-RJ – Auditório RDC | Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 225, Ed. Rio Datacentro, Rio de Janeiro – RJ, 22451-900

Horário: 10h – 12h

Entrada livre

Participantes: Pedro Malan (ex-ministro da Fazenda) e Gustavo Franco (ex-presidente do Banco Central).

Mediação: Zeina Latif (economista da XP Investimentos).

Confirme sua presença: PUC

Os debates serão realizado em inglês sem tradução simultânea, seguidos de sessão de autógrafos.