BEĨ Editora

Bem Vindo(a)!

Blog

Lançamento de “Timespaces”, de Muti Randolph, no MIS-SP

31/10/2014

muti_timespaces (1)

BEĨ Editora apresenta “Timespaces”, de Muti Randolph, em lançamento com instalação no MIS-SP, no dia 26 de novembro

Primeiro livro do artista carioca, criador do projeto para o clube D-Edge, reúne imagens de instalações e cenografias que reagem ao vivo à música e às pessoas, criando uma experiência imersiva e sensorial

Em duas décadas de carreira, o artista plástico brasileiro Muti Randolph desenvolveu um trabalho de estilo e técnica únicos, que mistura luz e som, artes gráficas e arquitetura. Timespaces, lançamento da BEI Editora, apresenta os registros das instalações em três dimensões do designer carioca, cuja obra já foi resenhada na revista americana Frame e consta em publicações de referência como a coletânea Architecture Now, da editora Taschen. Ele é também um dos 500 artistas selecionados pelo projeto internacional Creator´s Project, e reconhecido como um dos maiores expoentes da arte inspirada e fundamentada em novas tecnologias. Muti Randolph é criador de espaços que revolucionaram o design de interiores brasileiro, como os clubes noturnos U-Turn (1996) e D-Edge (2oo3). Também assinou instalações em importantes eventos e locais de cultura pop, como o Festival Coachella (EUA), a SPFW e a Galeria Melissa em São Paulo, cuja filial em Londres será inaugurada em outubro.

Para construir suas instalações, nas quais “o espaço é determinado pela luz, e a luz é determinada pela música”, Randolph desenvolveu um software generativo que controla suas ilustrações luminosas; estas reagem ao som e fazem o próprio espaço dançar. “Ao criar cenários e projetos de arquitetura de interiores, realizo o sonho de entrar nas minhas ilustrações. É como uma imersão sensorial”, afirma o designer.

!Job:      777, Layout:        0!

Timespaces celebra a importância das instalações de Randolph e traz para analisar a sua obra dois especialistas internacionais: Philip Jodidio, crítico de arquitetura da editora Taschen, 1que assina o prefácio, e a jornalista e consultora de design americana Shonquis Moreno, responsável pelos textos. Timespaces chega às livrarias numa edição de luxo, com capa 3D.

 “O conceito de Randolph, embora completamente contemporâneo, remete ao tempo em que espaço, luz e som preenchiam grandes igrejas, transportando os fiéis. O envolvimento sensorial dos trabalhos dele é um apelo eloquente à arquitetura, artes visuais e música possam ser reunidas outra vez. O objetivo dessa fusão não é mais religioso, mas, como diz Randolph, ‘nós respiramos isso, até que um dia se torne a batida (do coração) que nos move.’”

Trecho do prefácio de Timespaces, por Philip Jodidio

Lançamento com instalação efêmera de Muti Randolph

26 de novembro
19h
MIS – Museu da Imagem e do Som de São Paulo
Avenida Europa, 158 – Jardim Europa
São Paulo – SP, 01449-000

 

Deixe seu Comentário

Leia os Comentários

“Aéreas do Brasil” na PARTE – Feira de Arte Contemporânea

28/10/2014

0027_(10-02-2011)

No dia 8 de novembro, às 15h, Cássio Vasconcellos participa da mesa “Urbano x humano na fotografia contemporânea”, onde conversa com o fotógrafo Eduardo Muylaert. O encontro integra a programação da PARTE – Feira de Arte Contemporânea de São Paulo, promovida pelo Paço das Artes. Após a conversa, Cássio autografa “Aéreas do Brasil”, livro que apresenta maior compilação de imagens aéreas do fotógrafo paulistano. Confira:

unnamed

Deixe seu Comentário

Leia os Comentários

Nova edição de “Como cuidar da nossa água” discute soluções eficientes para problemas atuais

17/10/2014

agua_2014_600px

Desde seu lançamento, em 2003, Como cuidar da nossa água, relançamento da BEĨ Editora, tornou-se uma obra de referência sobre todo o conjunto de temas relacionados aos recursos hídricos do mundo e do Brasil. Ao longo da última década, o livro recebeu outras edições, mantendo as características que o consagraram entre leitores de todas as idades: informações objetivas e texto acessível.

O livro retorna agora às livrarias com novo projeto gráfico e repleto de informações atualizadas, discutindo inclusive a escassez hídrica que se verifica em grande parte do país e – do planeta – este ano. A quarta edição aborda um amplo leque de temas, que vão da formação da terra até a venda de água mineral engarrafada no Brasil e no mundo, passando por tópicos como desperdício, poluição, contaminação de mananciais, abastecimento, saneamento, doenças ligadas à água. A obra também traz informações sobre a legislação brasileira e a governança da água no Brasil, explicando como se organizam os vários órgãos encarregados de administrar os recursos hídricos no país.

Mais que apenas apontar problemas, Como cuidar da nossa água apresenta soluções inovadoras e criativas que ajudam a enfrentar situações de escassez hídrica, bem como dicas e conselhos que devem ser colocados em prática no dia a dia, contribuindo para a formação de uma nova consciência coletiva, baseada em atitudes responsáveis e sustentáveis.

“Os textos produzidos combinam uma leitura acessível e agradável, sem perda da qualidade das informações e dos dados, constituindo-se em uma fonte de consulta para leitores preocupados com o futuro deste recurso que dificilmente se renovará sem ações concertadas dos três grupos interessados: sociedade civil, iniciativa privada e governos.”

Da introdução de Weber A. Neves do Amaral, professor da Esalq-USP

Deixe seu Comentário

Leia os Comentários